Design que aproxima 

Por Laura Coelho

De 17 a 25 de setembro aconteceu o Festival de Design de Londres. Durante oito dias, a cidade respirou criatividade e design com palestras, exposições, instalações, feiras, e happenings que aconteceram em mais de 400 pontos pela cidade. O evento foi criado em 2003 por John Sorrell e Ben Evans e foi concebido desde o inicio para ser pautado nas atividades de design já existentes na cidade. Hoje o festival funciona como uma grande galeria envolvendo um grande número de pensadores, arquitetos, artistas, educadores e claro, o público presente na cidade.

Um dos highlights do festival são as instalações. Cada ano os organizadores colaboram com marcas patrocinadoras e convidam arquitetos, designers e artistas a explorarem um tema ou local específicos como inspiração para as obras. E mesmo que efêmeras, estas instalações tem um grande poder de criar um novo lugar ou até mesmo, um não-lugar na cidade. À medida em que o público as explora um acréscimo de significado lhes são atribuídos.

Convidado pelo festival, o designer Asif Khan, criou nesta edição o projeto do MINI-LIVING – Your Side Of Town. Em meio a um dos cruzamentos mais movimentados de Shoreditch, um dos hubs criativos de Londres, três instalações foram criadas. O projeto foi pautado na ideia de criar ‘a third place’, um lugar entre a casa e o trabalho, antecipando o encontro das pessoas nos seus trajetos corriqueiros.

As estruturas das instalações são cubos com paredes de acrílico e dentro de cada uma delas estão plantas e bancos para que os visitantes possam relaxar quase como um refúgio na selva urbana. A estrutura maior se chama Create e ficou localizada em uma praça, a segunda instalação ficou proximo a calçada de uma movimentada avenida e recebeu o nome de ‘Connect’. E ja a terceira – ‘Relax’- convidou os visitantes a subirem uma plataforma móvel para assim ‘entrarem’ na peça.

Ao visitar as três instalações senti uma tensão forte entre o contexto da rua- este lugar quase que sem significado no dia-a-dia, de mera passagem para mim e tantos outros – e estes refúgios construídos. De um espaço impessoal onde a multidão é estranha, as instalações são quase como um convite para uma pausa ou para um encontro. Richard Sennett no livro O Declínio do Homem Publico: As Tiranias da Intimidade, aborda o culto a individualidade, um dos grades males contemporâneos como um dos fatores de distanciamento entre as pessoas e um desequilíbrio do próprio indivíduo.

”No mundo do ‘eu me amo’, do narcisismo desvairado, a privatização da existência assumiu proporções tais que o eu constantemente invade o já tão depauperado espaço do outro. Ser outro hoje em dia é duro, nesse bulevar de vitrines do ego”.  

Quanto mais privatizada é a nossa psique, menos estimulados somos a interagir em sociedade. Então este universo da esfera pública que já foi tão importante em outros tempos, parece não só instigar os transeuntes a ressignificar a rua, quanto me parece clamar por espaço em nossas vidas.

Eu acho incrível perceber um resgate da partilha em sociedade através destas instalações criadas aqui entre terrenos – o do público e do privado. Mesmo que por um tempo determinado devido ao seu caráter passageiro, acredito que projetos como estes tem o poder de aproximar as pessoas e de ressignificar. É importante que a gente não esqueça que a convivência em sociedade não só favorece a sinergia natural de uma cidade como traz mais equilíbrio na nossa jornada.

Para ver e se inspirar mais:

Referências:
. SENNETT, Richard. O Declínio do Homem Público: as tiranias da intimidade. Tradução: Lygia Araújo Watanabe. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: