Projeto conceitual e curadoria da exposição da Artista Clarissa Motta Nunes realizada na Urban Arts em Porto Alegre.

“Deixar de ser um simples espectador para vivenciar e transformar o espaço urbano é a janela através da qual os Humanoides de Clarissa Motta Nunes saem de casa para transformar-se em Urbanoides e buscar uma experiência corporal com a cidade.

Felizes com a liberdade do ir e vir, transformam vivência em experiência, mostrando que a cidade pode ser sim palco dos encontros, lugar comum, que integra e inclui.
O Urbanoide sai pela cidade em busca de um novo sentido para a existência do espaço. “Que lugar é esse?”. Sempre discutido por diversos pensadores e planejadores, o espaço urbano é reflexo das transformações culturais e sociais que acontecem ao longo da história.

Através da ótica de que os  ambientes tem influência sobre o comportamento das pessoas , o Urbanoide observa a cidade e rompe a janela do seu mundo para
re-conhecer e apropriar-se do que está “do lado de fora”.

Esses questionamentos são representados pela artista de forma lúdica, com traços leves mostrando que a cidade é também objeto de amor e cuidado.
A experiência de Clarissa com o Coletivo Rua – Rastro Urbano de Amor e a mudança do seu home-atelier para um espaço comercial são influências diretas da vida da artista, mostrando que tudo faz sentido quando busca-se um sentido.”
Captura de tela 2013-06-02 às 17.03.30

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: